RAQUEL MELO MORAIS
arquitectura

CARVALHAL | Alojamento Local | Obra de Construção, Ampliação e Reabilitação

LOCALIZAÇÃO
Carvalhal, Aljezur
DATAS
Projecto | 2016
Obra | 2019
CLIENTE
Private Solutions, Lda
ÁREA DE CONSTRUÇÃO
347 m2
ARQUITECTURA
Raquel Melo Morais
COLABORAÇÃO
Posto 9 Arquitectos Lda
PROJECTO ESTABILIDADE
Hugo Soares, Eng.
ESPECIALIDADES
Hugo Soares, Eng.
PAISAGISMO
Bio Piscinas, Lda. | Claudia Schwarzer
CONSTRUTOR
Sombrinteira - Soc. Construções Lda
O projecto consiste num conjunto de edifícios existentes a transformar em unidades de alojamento local. São duas propriedades distintas, mas ambas integram Reserva Agrícola Nacional e Reserva Ecológica Nacional. A propriedade a sul tem 4,75 hectares e as construções existentes completam 195 m2, a outra a norte em ruínas, com 97,5 m2 insere-se num terreno com 3,75 hectares. São terrenos rurais com árvores de fruto, arbustos e plantas autóctones. O ambiente circundante é predominantemente rural com terrenos agrícolas pontuados por pequenas construções de apoio agrícola, habitações e empreendimentos turísticos.
Do conjunto propõe-se dois T2, um T1 e um T0. Numa parte haverá lugar a obras de conservação da casa existente, em que se vai manter o telhado em telha cerâmica e a maior parte das paredes resistentes em taipa. Na zona a poente do edifício, vamos fazer um reforço estrutural e preenchimento com alvenaria em BTC e isolamento térmico. Todos os pavimentos serão removidos e substituídos, para permitir a instalação do sistema de pavimento radiante. Um dos T2 e o T0 serão construídos de raiz, sendo o tipo de construção e materiais de revestimento, o elemento que unifica as várias construções. Do lado sul propõem-se pérgolas e decks em madeira identificada como zona privilegiada para usufruto da paisagem. As chaminés serão todas substituídas e alvo de relocalização. Ambas as habitações têm acesso pela fachada a norte. Para além da taipa e do tijolo de terra nas alvenarias, temos a estrutura da cobertura em vigas de madeira e forro em tábuas de madeira maciça e caniçado, acabado a telha de canudo. A caixilharia dos vãos, as portas interiores, exteriores e portadas são em madeira maciça. No interior temos revestimentos em tijoleira tradicional e a utilização pontual de mosaico hidráulico e microcimento. As paredes exteriores e interiores serão rebocadas e pintadas com produtos à base de cal. Todos os espaços dispõem de salamandra a lenha nas salas de estar. Os exteriores são alvo de uma intervenção por uma equipa de arquitectos paisagistas que inclui uma piscina biológica de utilização comum.